quinta-feira, 7 de abril de 2022

Olhares com cheiro a maresia...

... na zona da Foz no Porto!

O vento tinha diminuído de intensidade e a temperatura amena... permitiram uma bela caminhada na passada segunda-feira!!!

Trouxe estes olhares:







Sol Poente

Tardinha... "Ave-Maria, Mãe de Deus..."
E reza a voz dos sinos e das noras...
O sol que morre tem clarões d'auroras,
Águia que bate as asas pelo céu!

Horas que têm a cor dos olhos teus...
Horas evocadoras doutras horas...
Lembranças de fantásticos outroras,
De sonhos que não tenho e que eram meus!

Horas em que as saudades, p'las estradas,
Inclinam as cabeças mart'rizadas
E ficam pensativas... meditando...

Morrem verbenas silenciosamente...
E o rubro sol da tua boca ardente
Vai-me a pálida boca desfolhando...

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"



















A Casa da Música... à noite:


11 comentários:

  1. Boa noite Gracinha.

    Adorei as imagens, parabéns.

    Beijinhos e boa noite

    ResponderEliminar
  2. SHOW de fotos e poesia!
    ADOREI ver! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. A marginal atlântica e a ribeirinha proporcionam belos passeios e a fixação dos teus OLHARES,

      Um beijo amigo, Gracinha ( vamos ter uns dias de chuva a partir de hoje ).

      Eliminar
  4. Grande e admirável reportagem, com poesia!... Este soneto de Florbela é muito belo!
    Gostei de ver. Bom fim de semana. Beijinho
    ~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  5. Boa tardinha de paz, querida amiga Gracinha!
    Seus belos e sensíveis olhares embelezaram os meus e minha tarde aqui.
    Lindo demais o -do-sol!
    Tenha belos passeios a nos partilhar. Faz um bem enorme ao espírito num tempo conturbado.
    Beijinhos carinhosos e fraternos

    ResponderEliminar
  6. Gostei dos teus olhares e como não podia deixar de ser, do poema da Florbela Espanca.

    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde Gracinha,
    Adorei estes olhares!
    Magníficas fotografias, assim como o poema de Florbela Espanca.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  8. Fantásticas fotos , me encantaron esas tomas del atardecer mucha belleza y por ello el inspirado poema.

    ResponderEliminar
  9. Que olhares magníficos, os meus parabéns.
    Beijinhos

    ResponderEliminar